Será que há momentos que podemos ter urgência em nossas orações? Sim! Vemos isso muitas vezes nos salmos, por exemplo: Sl. 40:13; 102:2; 141:1; 143:7.  O que é orar com urgência? É orar na eminência do desastre; orar tantas vezes entre soluços precisando de uma intervenção imediata de Deus; orar com urgência é, muitas vezes, gemer palavras diante de Deus. Talvez você nunca tenha orado assim com desespero de alma. O texto acima fala de um caso assim. Jairo tinha urgência, pois sua filha estava à morte. O texto diz que enquanto Jesus caminhava com Jairo em direção à sua casa, uma mulher também extremamente necessitada tocou em Jesus porque acreditava que se assim o fizesse seria curada de uma hemorragia crônica de que sofria a doze anos. Jesus parou e perguntou: “Quem me tocou?”. A mulher, trêmula, se aproximou e contou toda a sua história. Com tudo isso Jesus nos ensina algumas lições preciosas. 1. Sua urgência não significa emergência para Deus.  Uma coisa maravilhosa no texto acima é a forma como Jesus age. Jairo tem uma urgência, mas Jesus está tranqüilo, não se desespera, a final de contas Ele tem o controle de tudo em suas mãos. Há um pânico no coração de Jairo, mas Jesus permanece absolutamente sereno. Como é bom saber que é a esse Cristo que servimos. A nossa urgência não significa emergência no coração do Senhor. Isso me dá uma paz que ninguém pode tirar. Jesus está olhando para a sua urgência e dizendo assim: Não se desespere, não se apavore, não se inquiete. Espera em Deus Ele sabe o que está para fazer. O mesmo salmista que fala da urgência, fala também da importância de saber esperar em Deus (Sl. 5:3; 25:3; 27:14; 33:18; 40:1;42:5). Descanse em Deus.

A URGENCIA DO MILAGRE Mt. 9:18-26; Mc. 5:21-43