O cristianismo é hoje o sistema de vida e de fé mais predominante no mundo devido à obra missionária. Esta obra começou quando a igreja primitiva entregou os seus melhores elementos, Paulo e Barnabé, para irem ao mundo com a boa noticia de que Cristo não viera apenas para os judeus, mas para todos em qualquer lugar do mundo. Jesus já havia passado esta visão quando disse: “Toda autoridade me foi dada no céu e na terra. Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século”( Mt.28:18-20). O meu desejo e a minha oração é que a igreja de Cristo possa se despertar como uma força contagiante em missões. Não tenho dúvida que a obra de evangelizar o mundo está em nossas mãos. A nossa “pobreza”, se é que podemos nos colocar assim, torna a nossa evangelização muito mais coerente com a Igreja Primitiva que não tinha “prata nem ouro”, mas isso não a impediu de alcançar o mundo da sua época com, a mensagem de evangelização. Creio que Deus nos levantou neste tempo para sermos luz que não deve ficar debaixo do “alqueire”, mas no “velador”. Precisamos levantar os nossos olhos como quem não quer ver Deus agindo só na nossa “Jerusalém”, mas também na “Judéia e Samaria, e até aos confins da terra”(At. 1:8). Todos nós podemos investir tempo, talento, oração e dinheiro em missões; o que tem nos faltado para fazer isso é a visão do Reino de Deus. Portanto, “desperta, ó tu que dormes, levanta-te de entre os mortos, e Cristo te iluminará”

A IMPORTANCIA DE MISSÕES