Na mensagem anterior vimos três princípios que são três condições para o discipulado. 1.Se você quer ser discípulo de Cristo, prepare-se para enfrentar a sensação de abandono quando estiver atravessando os infortúnios e as tempestades da vida (8:23-27). 2. Prepare-se para enfrentar uma cultura que vai lhe rejeitar(8: 26-34). 3. Prepare-se para enfrentar os preconceitos religiosos (9:1-8). Vejamos agora duas lições práticas extraídas do texto: 1ª. É mais fácil domar a natureza do que lidar com pessoas. O maior milagre não está em Deus acalmar o vento e o mar, mas é Deus trabalhar o nosso coração fazendo de nós troféus da sua Graça. Como seria bom se o ser humano fosse obediente a Deus como foi o mar. Parece que transformar o nosso coração em uma coração obediente e sensível é algo realmente dificil. Os discípulos viram o milagre operado por Cristo, mas continuaram carnais. Um deles está querendo ver o Pai, dois outros estão pensando em tronos onde vai se assentar ao lado de Cristo. Então é mais fácil Deus acalmar o vento e a tempestade do que acalmar o nosso coração. 2ª. É mais fácil Deus Libertar um endemoninhado do que libertar uma cultura. Porque o problema, se é que Deus tem problema, é o nosso jeito de ser, de encarar a vida, é a nossa cultura. São os nossos sistemas de ganância, de egocentrismo e de idolatria do “eu”, nos quais estamos enraizados. Jesus ensina isso na cidade de Gadara que estava toda impregnada por essa cultura materialista, e, por isso faz o que de pior podia fazer, dispensa o Senhor Jesus. Será que também com os nossos pecados, com as nossas escolhas, não temos dispensado o Senhor?

POR QUE SOMOS MAIS QUE VENCEDORES EM CRISTO? Mt. 8:18-9:8 (parte2)