Pensando neste tema baseados no texto acima aprendemos: 1. Cristo nos conhece interiormente. Ele vê o que trazemos em nossos corações. 2. Jesus nos ensina que a nossa fé não necessita ser conceitual. Ela precisa ser uma fé que transparece nas nossas atitudes. A fé não necessita ser alicerçada encima de dogmas, mas precisa ser demonstrada em nossas ações, como os homens que conduziram aquele paralítico até ao Senhor, eles agiram com fé. Deus disse: “Buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração”. 3. Jesus nos ensina que Deus age de acordo com as nossas maiores necessidades e não de acordo com as nossas expectativas. Tanto o paralitico como aqueles que o conduziram à presença de Jesus nutriam a expectativa da cura, mas o que fez Jesus? Ele disse: “Perdoados estão os teus pecados”. Essa é a maior necessidade daquele pobre homem. 4. Jesus nos ensina que o agir de Deus visa sempre nos estimular e nos firmar como pessoas. E nós aprendemos isso na seguinte afirmação de Jesus: “Filho, tem bom ânimo…”Este, talvez tenha sido o primeiro grande milagre operado por Jesus neste texto. Tem bom ânimo; levante a cabeça; não entregue os pontos; alegra esse rosto, porque o rosto alegra é saúde para os ossos. 5. Jesus nos ensina que Deus age sem respeitar a censura daqueles que acham que o tem sobre controle. Os escribas e fariseus pensam que Deus fosse a cara do farisaísmo deles. Tem igreja que pensa assim, Deus tem a cara da doutrina delas. Ledo engano, Ele é infinitamente maior do que todas as igrejas. 6. Jesus nos ensina que, Ele age além da nossa expectativa. Aquele homem que desceu do teto tinha a expectativa de ser curado de uma paralisia, mas ele recebeu ânimo, perdão dos seus pecados e cura. Deus é infinitamente poderoso para fazer mais do que pedimos e pensamos.

O QUE EU PRECISO PARA SER ACEITO POR DEUS Mt. 9:1-8 (parte2)