As ovelhas, em geral, são muito medrosas. Elas têm medo, principalmente das correntezas, e com razão. Por causa de sua pesada lã, elas seriam péssimas nadadoras. A ovelha sabe, por instinto, que não poderia nadar numa correnteza, e por isso não se aproxima de riachos para beber água, somente o faz em águas paradas.

Sabendo disso, o pastor não força as ovelhas, ao contrário, ele as conduz às águas tranqüilas, para ali saciarem a sede.

Esta petição do salmo 23 tem um significado maravilhoso para nós. Deus conhece as nossas limitações, e não nos condena por nossa fraqueza. Ele não nos força a ir onde não nos sentimos seguros. O Senhor nunca exige de nós um serviço que esteja além de nossas habilidades. Ele está constantemente atendendo as nossas necessidades.

É bom sabermos que enquanto dormimos, o Pastor está preparando as coisas de que precisamos no dia seguinte. Isso nos dá um grande senso de segurança. A Bíblia diz: “Ele não permitirá que teus pés vacilem; não dormitará aquele que te guarda. É certo que não dormita nem dorme o guarda de Israel” (Sl. 121:3,4).

“Leva-me para junto das águas de descanso.” Esta certeza resulta de uma maravilhosa entrega da alma que resulta de num forte de sentimento de segurança que nos capacita a enfrentar as lutas do dia a dia com confiança. Foi com essa certeza no coração que Lutero escreveu: “Castelo forte é o nosso Deus/ Espada e bom escudo. Com seu poder defende os seus/ Em todo transe agudo. Descanse nisso.

LEVA-ME PARA JUNTO DAS ÁGUAS DEDESCANSO