Logo após a segunda guerra mundial os exércitos aliados recolheram milhares de crianças desabrigadas e famintas, e as levaram para alojamentos especiais. Ali essas crianças foram alimentadas e cuidadas, Entretanto, à noite, elas não conseguiam dormir bem. Pareciam sempre inquietas e temerosas.

Por fim descobriram a razão de tal problema. Tratava-se de insegurança. Decidiram então que quando as crianças fossem dormir, receberiam uma fatia de pão para segurarem. Aquele pedaço não era para ser comido, deveriam apenas segurá-lo. Se demonstrassem desejo de comê-lo, ganhariam outra fatia de pão. O pedaço de pão produziu resultados miraculosos.  As crianças dormiam com a certeza subconsciente que teriam algo para comer no dia seguinte. E isso lhes proporcionava sono tranqüilo.

Estée o sentimento que temos quando lemos esta primeira frase do salmo 23 “O Senhor é o meu pastor e nada me faltará”. A certeza da provisão de Deus deve nos fazer descansar tranquilamente como aquelas crianças. A verdadeira ovelha sabe que o Pastor tem provisões para a sua alimentação do dia seguinte. O salmo 37:25 diz: “Foi moço, e já, agora, sou velho, porém jamais vi o justo desamparado, nem a sua descendência a mendigar o pão”. O apostolo Paulo disse: “O meu Deus, segundo a sua riqueza em glória, há de suprir em Cristo Jesus cada uma das vossas necessidades”(Fp. 4:19). Descansemos,portanto, no fato de sabermos que o Senhor é o nosso pastor e nada nos faltará.

O SENHOR É O MEU PASTOR E NADA ME FALTARÁ