“Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão fartos” (Mt. 5:6)

Quando Jesus diz: “Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão fartos”. Nosso Senhor está tratando da justiça não só na ordem social da vida, mas especial na ordem espiritual e cristã, quando sentimos aquela grande aspiração de sermos perdoados e justificados por Deus, quando Deus derrama sobre nós a sua infinita e maravilhosa Graça, a sua divina misericórdia. Fome e sede são termos que nos dão a idéia daquela ansiosa aspiração espiritual. Cristo afirmou que Ele é o pão vivo que desceu do céu e que Ele é a água da vida eterna. Quem tem fome e sede das coisas espirituais será farto e saciado, será bem aventurado. Isso, na verdade, revela a mais profunda necessidade da natureza humana, que então se ergue diante de Deus, a suprema fonte de suprimento espiritual. Quem se sente suprido e satisfeito só com as coisas materiais e não tem fome e sede de justiça, é muito infeliz, porque a Palavra de Deus nos ensina que “nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus”. A palavra que sai da boca de Deus é aquela que nos dá o perdão, a salvação e que nos declara justos diante do tribunal divino, por causa da gloriosa obra redentora realizada por nosso Senhor Jesus Cristo na Cruz do Calvário, consumada pelo oferecimento da sua própria vida em sacrifício eterno. Então é dessas coisas espirituais que nosso Senhor está dizendo que precisamos ter fome e sede, pois nós só seremos felizes a partir de então. O que falta no seu coração para você ter fome e sede de justiça?

FOME E SEDE DE JUSTIÇA