Em algumas coisas os tempos não tem mudado. Um número enorme de pessoas, até hoje, é descuidado no emprego da língua. O texto acima (II Tm. 2:14-26) deve ser considerado leitura obrigatória por causa do seu ensino pratico:

1.Cuidado com o que ouve. Naqueles tempos, ao que parece, já havia tagarelice e conversa tola circulando nas igrejas. O conselho de Paulo é para todos os tempos. Não dê ouvidos a conversas levianas, maledicentes e sem proveito (14,16). Não se alimente com questões e discussões insensatas (23). Positivamente, dê atenção à santa Palavra de Deus e aprenda a usá-la com sabedoria e submissão. (15). Saiba aceitar a correção que de preferência deve ser dado com amor (25).

Talvez fosse bom a gente fazer a seguinte oração: “Senhor, guarda-me de apreciar conversas que desagradam a ti. Ajuda-me a ouvir com sabedoria a tua Santa Palavra.

2.Cuidado com o que diz. Sua língua pode causar muito prejuízo, ou fazer muito bem aos que te ouvem. Não passe adiante conversas sem valor. Elas se espalham como as doenças contagiosas (17). Não responda quando alguém quer provocar contendas (24), você estaria se rebaixando ao nível da baixeza do contencioso. Aprenda a partilhar a Palavra de Deus com outros (24b). Procure ajudar outros mansamente e de modo construtivo (25). Seria bom oramos agora dizendo: “Senhor, ajuda-me a falar de modo a ajudar outros a te conhecer melhor, em nome de Jesus” Amém!

Até que ponto você usa com sabedoria e discernimento sés ouvidos e sua língua? Que Deus lhe ajuda a fazer um auto-exame de seus ouvidos e de sua língua.

CUIDADO COM O QUE OUVE E O QUE FALA II Tm. 2:14-26